VOZES

Vozes ideais e amadas

daqueles que morreram, e daqueles que são

para nós perdidos como os mortos.

 

Às vezes nos nossos sonhos falam;

às vezes no pensamento as ouve a mente.

 

E com o seu som por um momento regressam

sons da primeira poesia da nossa vida --

qual música, à noite, longínqua, que se apaga.

 

Konstandinos Kavafis

 

(Joaquim Manuel Magalhães e Nikos Pratsinis)

publicado por RAA às 17:37 | comentar | favorito