"És tão lesto a escutar"

És tão lesto a escutar

Quem para as festas te convida...

Não vês cãs a segredar

Que a morte te leva a vida?

 

Deu-te Deus sabedoria,

Porque ignoras do Destino

Cego e surdo como um muro?

És e foste, isso é o Futuro.

 

Das esferas a harmonia

Findará em desatino:

Morrerão o Sol e a Lua

E a própria terra que é tua.

 

E na choça da carência

Ou na mansão da cidade

Todos perdem na verdade

Sua fugaz existência.

 

Ibn Sara

 

(Adalberto Alves)

publicado por RAA às 16:44 | comentar | favorito