RETRATO

Era a Chuva!

 

As primeiras gotas de agosto caíam...

As crianças, nuas, corriam pela cidade

gritando, com seus gritinhos de inocentes:

Tchilufe! Tchilufe! Tchilufe!

 

Era a Chuva!

 

Três longos apitos ecoaram no Porto Grande

o barco dos contratados levantou ferros

com destino às terras do sul...

 

Era a chuva!

 

Pelas bandas do Monte-Verde

chovia já torrencialmente!...

 

Bendito:

A última gota de suor

os troncos em brasa

o teu corpo esquelético secando

 

Bendito:

Os teus filhos esfomeados

a tua mulher contratada

os teus irmãos emigrando

 

Bendito:

A casa grande do patrão

o teu salário cem vezes menos

o teu trabalho vinte vezes mais

 

Bendito:

Os povos que te escravizam

os anos de seca e de fome

e tudo que te destrói

 

Bendito, mil vezes Bendito

se continuares sentado

na soleira da porta

à espera do Bendito...

 

Armando Lima Jr.

in Manuel Ferreira, No Reino de Caliban I

publicado por RAA às 19:21 | comentar | favorito