LEGENDA

Toda a gente dizia que ele havia

De ser, nesta vida, alguém;

E a mãe ouvia e sorria,

Contente de ser a mãe.

 

O menino cresceu; é hoje um homem;

E, embora por alguém o tomem,

Quando o vêem passar, dizem: -- Coitado!

É um poeta... (um aleijado).

 

Carlos Queirós,

Desaparecido

publicado por RAA às 13:55 | comentar | favorito