VISITA EM VÃO A UM MONGE TAUISTA NA MONTANHA DAITIAN

Cães ladrando

       entre o murmúrio das águas.

Flores de pessegueiro carregando

       pesadas gotas de chuva.

Veados saltando

       no fundo da floresta.

Bambus selvagens perfurando

       a névoa gris.

Cascatas voando

       suspensas de cumes verdejantes.

Meio-dia, não se ouvem sinos.

       Ninguém sabe onde encontrar o velho mestre.

Triste, procuro apoio

       em dois ou três pinheiros.

 

Li Bai / António Graça de Abreu

Poemas de Li Bai

publicado por RAA às 13:53 | comentar | favorito