A CANÇÃO DE MARIA

Que é de ti melancolia?...

Onde estais, cuidados meus?...

Sabei que a minha alegria

É toda vinda de Deus...

Deitei-me triste e sombria,

E amanheci como estou...

Tão contente! Todavia

Minha vida não mudou.

Acaso enquanto dormia

Esquecida de meus ais,

Um sonho bom me envolvia?

Se foi, não me lembro mais...

Mas se foi sonho, devia

Ser bom demais para mim...

Senão, não me sentiria

Tão maravilhada assim.

 

Ó minha linda alegria,

Trégua dos cuidados meus,

Por que não vens todo dia,

Se és toda vinda de Deus?

 

 

Clavadel, 1913.

 

Os Melhores Poemas de Manuel Bandeira

(edição de Francisco de Assis Barbos)

publicado por RAA às 01:33 | comentar | favorito