AMAZÓNIA

I

 

Selva.

O negro, o índio

e o que mais me souber.

O fogo doutro céu, 

o nome doutro dia.

Tudo o que estiver

nos nervos 

que me deu.

 

Carlos de Oliveira, Turismo / Trabalho Poético

publicado por RAA às 20:01 | comentar | favorito