EX-LIBRIS

Todos bebem o seu vinho,

De qualquer modo, -- mesmo os que não bebem:

Porque também é vinho o que concebem

Para esquecer o caminho.

A Poesia, é o meu vinho;

-- Que importa o que os outros bebem?!

 

Carlos Queirós,

Desaparecido

publicado por RAA às 22:37 | comentar | favorito (1)