OS EUNUCOS

Os eunucos devoram-se a si mesmos

Não mudam de uniforme, são venais

E quando os mais são feitos de torresmos

Defendem os tiranos contra os pais

 

Em tudo são verdugos mais ou menos

Nos jardins dos haréns ou principais

E quando os pais são feitos em torresmos

Não matam os tiranos pedem mais

 

Suportam toda a dor na calmaria

Da olímpica mansão dos samurais

Havia um dono a mais da satrapia

Mas foi lançado à cova dos chacais

 

Em vénias malabares, à luz do dia

Lambuzam de saliva os maiorais

E quando os mais são feitos em fatias

Não matam os tiranos, pedem mais

 

José Afonso

publicado por RAA às 13:56 | comentar | favorito