UMA CERTA DIGNIDADE

Uma certa dignidade

difícil. Não de atitude

ou gesto a premiar

nem de intuito cego

sem regras por que a ter

De nossos olhos

uma palheta irisa a fenda

que há nos céus sujos

da terra. Olhamos um ovo

um qualquer princípio de vida

assim hermético

em que mesmo a luz resvala

e só a imaginação, a melhor

compromete. Uma dignidade

de que ninguém nos fale alto.

Pressaga.

 

Sebastião Alba, A Noite Dividida (1996)

publicado por RAA às 20:58 | comentar | favorito