...

O lenhador caminha curvado pelo peso.
Leva às costas séculos de madeira.
Queima-la-á para se aquecer um instante.

Adalberto Alves
publicado por RAA às 00:05 | comentar | ver comentários (3) | favorito