02
Fev 11

GOGH UMA ORELHA SEM MESTRE

1

Atravessados de um lado ao outro
como os colhões de Cristo
à aurora --
corpo em forma de prece
-- para não perderem o seu quê
enquanto as beiças lambuzam o deus
de langonha

O VOSSO DEUS CHEIRA A PEIXE
cheira a maná de 90$ o kilo

Ide à igreja lamber as mamas do Padre!
O-pa-dre!!!? -- com que nojo...

SABEM O QUE VOU FAZER?
Falar! Falar! Por aí falar da sarna das freiras
                 conas podres
           e do cheirete a mijo

Vocês curvados pelos cantos da sacristia
para que vos vão ao rabo
vocês a perorarem cá fora
à luz do sol a que não têm sequer direito
a roubar o espaço às crianças e aos automóveis, e às putas
que vocês bem sabem onde são

O CRISTO ESTÁ ENVERGONHADO
(VOCÊS NÃO SABEM O QUE É)
PENDURADO PELOS PÉS, CUIDADO
O vosso Cristo parece um coelho
O vosso Cristo é um coelho

-- Vou dar-lhe dois socos no cachaço
                     e comê-lo

                    com ervilhas

... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ...
... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ...

Bem bom este vosso Cristo

Paulo da Costa Domingos
publicado por RAA às 23:38 | comentar | favorito

EPITÁFIO

Meu nome -- minha pátria -- que são para ti?
Se fui nobre ou plebeu -- que diferença faz?
Talvez que eu tenha sido mais que os outros homens.
Talvez que tenha sido menos do que todos.
Contenta-te, estrangeiro, com ter visto um túmulo --
-- Sabes para que serve -- quem jaz nel' não conta.

Paulo Silenciário

(Jorge de Sena)
publicado por RAA às 14:23 | comentar | favorito
02
Fev 11

HUMANIDADE

                                                                                (Depois de ouvir My Buckett Get's A Hole In It)
A doçura daquela
voz a tristeza daqueles
olhos o calor da
trompete de
Armstrong o segregado
desmentindo o ódio
                                                                                                                                                                                                     7-VI-2005
publicado por RAA às 11:19 | comentar | ver comentários (3) | favorito