04
Fev 14

APÊNDICE À HISTÓRIA ROMANA DA EUROPA

Descobriram épocas remotas para se investirem

um passado, uma linhagem, o direito hereditário

às estradas romanas e ao nome das suas províncias.

Destros na arte de remover rios e montanhas,

multiplicaram as formas do traje e do toucado,

os artefactos de morte e a parafernália do desejo.

 

No momento do assalto, da agressão real,

quando esse desígnio de que desconhecem a causa prima

mencionar os vândalos junto à linha das fortificações,

sonharão ser um lembrete na história dos vindouros

que em seu nome proclame, luxo e munificência,

o elenco das virtudes nos predicados que ficam.

 

Paulo Teixeira,

Limiar #4

publicado por RAA às 19:57 | comentar | favorito
04
Fev 14

"Café"

Café

 

 

Espiral de energia

 

 

Explosão deliciosa

Do prazer

 

Yevre-le-Châtel

26 de Junho 90

 

Alberto de Lacerda,

Átrio

publicado por RAA às 13:49 | comentar | favorito
03
Fev 14
03
Fev 14

DA QUIETAÇÃO

Dos males, que passei no povoado,

Fugi para esta Serra erma e deserta,

Vendo que quem servir seu Deus acerta,

Certo tem tudo o mais ter acertado.

 

E para mais pureza ser forçado

Mostrar a paciência descoberta,

Que quando o tentador se desconcerta,

O paciente fica concertado.

 

Passou a furiosa tempestade,

Ouve-se a voz da rola em nossa terra,

Soando com maior suavidade.

 

Cobriu-se d'alvas flores toda a Serra,

A minha alma de doce saudade,

Em paz me faz amor divina guerra.

 

Frei Agostinho da Cruz, Sonetos e Elegias /

/ A Serra da Arrábida na Poesia Portuguesa

(edição de António Mateus Vilhena e Daniel Pires)

publicado por RAA às 19:46 | comentar | favorito