...

Pelo souto de Crexente
ua pastor vi andar,
muit'alongada de gente,
alçando voz a cantar,
apertando-se na saia
quando saía la raia
do sol nas ribas do Sar.

E as aves que voavan,
quando saía l'alvor,
todas d'amores cantavan
pelos ramos d'arredor;
mais non sei tal qu'i'stevesse
que en al cuidar podesse
senon todo en amor.

Ali 'stivi eu mui quedo,
quis falar e non ousei,
empero dix' a gran medo:
-- Mha senhor, falar-vos-ei
un pouco, se mh' ascuitardes,
e ir-me' ei, quando mandardes,
mais aqui non [e]starei.

-- Senhor, por Sancta Maria,
non estedes mais aqui,
mais ide-vos vossa via,
faredes mesura i,
ca os que aqui chegaren,
pois que vos aqui acharen,
ben diran que mais ouv' i.

João Airas de Santiago
publicado por RAA às 12:31 | comentar | favorito