...

Os anos vêm e vão,
gerações baixam à terra,
mas nunca em meu coração
fenece o amor que ele encerra...

E só quisera, ao morrer,
quando a esperança é já finda,
de joelhos vos dizer:
Senhora, eu vos amo ainda!

Heinrich Heine

(Luís Cardim)
publicado por RAA às 14:22 | comentar | favorito