FIGUEIRA COM PÁSSAROS

Nas traseiras da minha graça há uma
figueira      Ainda os figos não são figos
e já os pássaros
os pássaros entram nas verdes polpas com os seus
bicos
espetam as almas no doce amargo dos frutos
e depois queixam-se    A toutinegra não se cala    o melro
passa por cima    a pardalada prefere o arbusto do telhado
e as migalhas da vizinha velha que sabe o que fazer para
manter os diálogos
Porque há presença do Tejo no hálito dos pássaros
os figos hão-de ser melhores que os concorrentes orientais
os talvez de Alexandria    ou de qualquer oriente
Boa graça     bons figos
publicado por RAA às 19:14 | comentar | favorito