A MEIO DO CAMINHO

Fico entre o céu e a terra,
Choro só para dentro.
Sou como a árvore nua
que ao alto os ramos indica:
ergue as asas, mas não voa,
têm raízes, mas não desce.

Alberto de Lacerda
publicado por RAA às 15:54 | comentar | favorito