...

Regaram-no as chuvas da abastança:
E saudosas frases me vêm à lembrança.

Cumes cobertos de moitas floridas
De bordados mantos sendas não esquecidas.

Sim, como esquecer-me das horas passadas
No tropel louco de ingénuas cavalgadas?

Ai como era doce esse meu folguedo,
Passarinho à toa esvoaçando ledo.

Dias tão felizes, bordados em flor,
Vento em minhas vestes murmurando amor.

Ibn 'Abdun

(Adalberto Alves)
publicado por RAA às 15:19 | comentar | favorito