JUNGHÄNEL, 2000

Diferença nenhuma: «Christ lag
in Todes Banden». Ou
tão-só a certeza de não haver,
a esperar-nos, um pai abandonável,

mera carícia de pó
folheando o evangelho.

Manuel de Freitas
publicado por RAA às 19:48 | comentar | favorito