INFÂNCIA II



Tão pequenas
a infância, a terra.
Com tão pouco
mistério.

Chamo às estrelas
rosas.

E a terra, a infância,
crescem
no seu jardim
aéreo.

Carlos de Oliveira
publicado por RAA às 19:33 | comentar | favorito