...

Oh, não, me diz, repelindo

a própria ideia de amar.

Mas pouco a pouco é o desejo

que acaba por conquistar:

e sem medo vai fazendo

os gestos com que brincar,

até que as ancas me entrega,

abertas de par em par.

Oh como se ama de amor

esse amor que aprende a amar!

 

Barthrari

 

(Jorge de Sena)

publicado por RAA às 17:00 | comentar | favorito