2 comentários:

Mas nada tem importância de fato, nem os autores, nem nós mesmos. Porque o infinito existe.
rose prado a 12 de Maio de 2011 às 14:41
Ah, lá isso!...
RAA a 12 de Maio de 2011 às 16:46