QUATRO MESES E UMA VIAGEM

1

                    S. João de Loure -- pequeno monólogo sobre a ruína

em fevereiro corre um rio

é um rio menino
o desenho na argila
ou antes
o mês na boca da noite
uma lâmina sobre o país

em fevereiro corre um rio

digo: «é o receio da pedra
o sono viscoso da vinha
na encosta a dor da faca»

em fevereiro corre um rio

digo: «é a saliva da guerra
a memória inquieta a palavra
de chumbo a explosão da casa»

António Manuel Lopes Dias
publicado por RAA às 16:48 | comentar | favorito