A JÚLIO -- SAUL DIAS

Antes que o vento

venha e, hostil, desfaça

o que em mim há de puro ainda

-- gostava de cantar.

 

Antes que a noite

desça e, subtil, perturbe

mais o meu ser com seu mistério denso

-- gostava de cantar.

 

Antes que a vida

me arraste, pise e esmague

na torva confusão de ódios e lutas

-- gostava de cantar.

 

Antes que o mundo

me estreite mais no seu abraço imundo

(tão raras vezes belo)

-- gostava de cantar.

 

Luís Amaro,

Diário Íntimo /

Série Poeta -- Homenagem a Júlio / Saul Dias (2001)

publicado por RAA às 13:28 | comentar | favorito