7 comentários:

De:
Anónimo
Data:
11 de Junho de 2014 às 13:49
Também acho :)
RAA a 11 de Junho de 2014 às 14:33
Tenho quase a certeza que este poema é do Pessoa - do Ricardo Reis, talvez..
beatriz j a a 11 de Junho de 2014 às 14:41
Obrigado, Beatriz, por lembrar-me de colocar a fonte: não, é mesmo do Carlos Queirós (sobrinho da Ofélia...), e está no «Desaparecido».
RAA a 11 de Junho de 2014 às 15:20
my mistake :)
:)
RAA a 13 de Junho de 2014 às 10:54
Poema expressivo ! Lembro -me de um poema que li pelas madrugadas que irei compartilhar (consigo e leitores) :
http://palavrasdecertosdilemasoficial.blogspot.com.br/2016/03/ecos-de-amor.html
Anónimo a 4 de Julho de 2016 às 05:39