CAMPANHA ELEITORAL

O candidato funga:
flácida e fofa
figura inflada
se inflama -- fala:

feixe de frases
feitas: fraseado
falaz se forma
na furna da voz;

na boca da urna,
língua de trapo
tropeça na areia
da arenga: arena.

Ensebado embusteiro
balança o bestunto
besuntado -- bestia
lógico lesa o povo:

no rádio o rugido
no cinema o aceno
no jornal o jargão
no comício o vício

no vídeo o vírus
da fraude invade
o veludo da voz
e envolve a fala;

ramerrão reumático
ruminante -- retrato
três por quatro na
televisão: de-pu-ta-do.

Armando Freitas Filho
publicado por RAA às 18:24 | comentar | favorito