...

O som do mundo anda, veloz ligeiro cresce, rapidez intensiva, animação do ar.
O som do mar que vem, do mar no ar desliza, no âmbito do ar, no sentido da noite.
O som do mundo anda, no âmbito do ar, o som do mar propaga, o som do mar expande.
O som do mundo ouve, nos côncavos ressoa, na cabeça por dentro, interna nos ouvidos.
O som do mar ouvido, no som do ar que cresce, no som da noite anda, tumulto azul escuro.

Luís de Miranda Rocha
publicado por RAA às 13:28 | comentar | favorito