14
Fev 11

PRESENTES DE ANIVERSÁRIO DO ANO DE 64

uma corda para enforcar-me
caso fosse necessário
em dia de desespero
em dia de aniversário

um peixe morto com a seguinte dedicatória:
«para tua inspiração da tua Frederica» --
o peixe era de prata

a miniatura do meu tamanho
com os cálculos do espaço que ocupo
todos meus sentimentos de culpa
e um rol de pecados inomináveis

as obras completas de Freud
o mapa da ilha do tesouro
um deus embrulhado em celofane
e um escafandro
e uma bússola

(Jheronimus Bosch
deitado sobre o travesseiro
com um sorriso tristonho
foi a maior surpresa)
e num envelope lacrado o dia da minha morte
com um selo de riso solto sem rosto
(posto que era apenas um sorriso triste)

Pedro Garcia
publicado por RAA às 11:13 | comentar | favorito
15
Set 10

ATESTADO DE ÓBITO

foi o ferro
certamente a lança
a lança em sua ponta ferro
enterrada logo abaixo coração

ou terá sido o conhaque
a cana o álcool
a soda cáustica

ou a literatura
Sade Lawrence Rimbaud
ou simples féerie:
um copo de pernod

ou terá sido a mulher:
a negra de recados
a moça propaganda
a tenra priminha

a gula
sim, a gula, terá sido a gula
o sapo o rato a avestruz
tudo misturado
adicionado ao pato assado
à melancia

ou foi o vento
a corrente de ar:
nu olhava-se ao espelho
ou um azar tremendo:
a queda do cavalo
a vontade de subir
o cadafalso
a maçã Lispector morta no escuro
o duro soalho onde foi parar sua cabeça

Vivaldi adicionando a éter
a derreter impressões sobre sua memória
ou a emoção pura e simples
do retrato dela encontrado ao lado do seu corpo

o morto expectante espera o laudo
sem o qual não pode considerar-se
nem alar-se a outras paragens
nem fazer visagens tão do seu agrado

: «edema pulmonar» --
e o poeta sai do seu cadáver pasmo
de tamanha vulgaridade

Pedro Garcia
publicado por RAA às 14:20 | comentar | favorito