09
Nov 10

CÍRCULO

e surge teu dorso dourado
e vem com a aurora teu rosto
e agora e ainda uma vez e outra mais
aqui estamos
no fragor de lençóis amarfanhados

nus
abandonados
aqui estamos

lentas mordidas
e o relógio tique-
taqueando o tempo

nus
abandonados
aqui estamos

lentas mordidas
e o amor truque-
truncando o tédio
e o corpo assassinado
e surge teu dorso dourado
e vem com a aurora teu rosto
e agora e ainda uma vez

Ronaldo Werneck
publicado por RAA às 15:10 | comentar | favorito
31
Ago 10

VIGÍLIA

o frio corta
em duas franjas
a paisagem
fiapos de azul
entrecortados
por serra
sono
cointreau
creme de café
cigarrilhas
o frio corta
a água queima
amor
tecendo o corpo creme
de café

inês, adriana, vera
revistas em quadrinhos
pôquer cama quer
historinhas, os meninos

murilo dorme
maurício recorta me re/cor
da eu pó menino tam
borilando a máquina

ulla corre
grita chispa
se mela remela
clama reclama
«perfuminho é meu
máquina é meu tinta
é meu é meu o mundo
é meu» vera
corre atrás o mundo
é de quem sabe amá-lo
por entre as frestas
e os fiapos de seu reino
profundo entre
cortado amor
tecido
serra
azul
sono
cointreau
creme de café
cigarrilhas

Ronaldo Werneck
publicado por RAA às 17:10 | comentar | favorito